5 de dezembro de 2008

A verdadeira origem do Natal I


Anteriormente, no dia 25 de dezembro comemorava-se o dia do “Natal do Sol invictus”. Entre outras divindades era festejado o Mitra, um deus dos antigos persas, que também era chamado de “a Luz Divina”. Nessa data eram realizados ruidosas celebrações e banquetes “sagrados”. Daí a Igreja Católica transformou a “Festa do Natal do Sol invictus, em Dia do Natal!”.

Como se vê, o Natal não era contado entre as primeiras festas da Igreja. Não foi instituído por Jesus Cristo, nem pelos apóstolos e nem por autoridade bíblica. Foi adquirido mais tarde do paganismo.

O dia 25 de dezembro não é a data do nascimento de Jesus, o Messias verdadeiro! Os apóstolos e a verdadeira Igreja Primitiva nunca celebraram o aniversário de nascimento de Jesus Cristo, não há sinal de mandamento ou instrução alguma para o celebrar.


Papai Noel ou Nicolau ou santa Claus

São Nicolau foi Bispo de Mira, na Lícia (Ásia Menor), tendo tomado parte no Concílio de Nicélia, no ano de 325, ele era considerado o padroeiro das crianças, dos estudantes, dos escravos, dos sentenciados, dos marinheiros, dos ricos e dos pobres, e também patrono da Rússia. Durante muito tempo, foi costume, no dia 06 de dezembro (data que se comemora o dia de São Nicolau), os pais darem presentes às crianças dizendo-lhe que era São Nicolau que trazia do Céu. Esse costume de dar presente, no dia 06 de dezembro, aos poucos foi transferido para o dia de Natal, portanto Papai Noel, São Nicolau ou Santa Claus, são a mesma pessoa.

A crença que o Papai Noel entra pela chaminé, se originou de uma velha lenda escandinava, que pregoava que a deusa Herta aparecia na lareira e trazia as Boas Novas.


Fonte: Francisco Arguri – A pura verdade sobre o natal.

0 comentários:

Postar um comentário

  ©Template designer adapted by Ana by anA.